Home / - / Qual barba é a sua cara?

Qual barba é a sua cara?

Praticamente todo homem passa pelo dilema sobre qual barba utilizar, qual combina mais com seu estilo e com seu rosto. Felizmente, o que não falta é opção para que cada homem possa escolher seu estilo preferido de acordo com suas necessidades e vontades. No meio de tantas opções, entretanto, pode ser difícil conhecer cada uma.

Aqui vai  algumas dicas e sugestões…

  • Stubble Beard

Para aliviar essa sensação, sem abrir mão da barba, a saída é apará-la. As chamadas Stubble Beard, que significam em tradução livre “barba sombreada”, podem ser a salvação para não jogar pelo ralo meses de cultivo da barba.

Esse modelo faz com que os pelos contornem o rosto, deixando a linha do maxilar em evidência – o que deixa o visual mais incisivo e cria angulações. E a grande vantagem: quem não consegue cultivar uma barba tão longa, pode fazer uso dela, além de ser bem recebida em muitos ambientes de trabalho que, em geral, não aceitam o visual lumberjack.

  • Barba Cheia ou Full Beard

  •      

Esse estilo de barba requer dedicação. Consiste de barba e bigode que crescerão juntos cobrindo bochechas, queixo e pescoço. É um estilo adequado para qualquer formato de rosto.

Assim que decidir deixar crescer uma barba cheia, o comprimento não importa. Você pode modelar a barba em diversos formatos e variar o volume.

Deixe a barba crescer por algumas semanas – por esse estilo vale a pena esperar. Paciência e cuidado são essenciais para esse estilo de barba.

Afinal, barba cheia não é sinal de desleixo. Apare os pelos do pescoço e das bochechas usando o barbeador giratório em movimentos suaves e circulares. Dica: não raspe muito, senão a diferença entre os pelos do pescoço e a penugem que cresce no rosto parecerá fora de sincronia.

Assim que sua barba preencher bem o rosto, você pode começar a modelá-la, usando uma posição mais longa no pente ou no controle giratório de altura. Esse recurso fornece a você total controle sobre o comprimento.

  • Ducktail

Outra boa sugestão para rostos mais triangulares ou retangulares, a Ducktail é a famosa “barba de viking”. Com uma aparação leve nos maxilares, e acentuando o volume do queixo, a ducktail é um estilo interessante para quem deseja um visual ainda mais impactante, e de certa forma, agressivo.

Como cuidar desta barba?

Além de manter uma manutenção constante, que pode ser feita por conta própria ou com a ajuda de um barbeiro, as barbas ducktail precisam de um cuidado específico quanto ao shampoo, para que mantenha um crescimento linear. Se for o caso da pontas dos fios ficarem mais ressecadas, utilize um óleo para barba no comprimento do fio barba.

  • BARBA OLD DUTCH

A moda é cíclica e isso vale não só para roupas e sapatos, mas também para estilos de cabelo, de barba e até mesmo comportamentos. Quando o assunto é barba, a tendência alternativa — conhecida como indie — trouxe de volta a barba old dutch. Muito utilizada pelos cavalheiros de muitas décadas atrás, ela hoje é um símbolo muito popular.

Se você quer ter a sua barba nesse estilo e não sabe por onde começar, basta continuar lendo e veja como fazer. Confira!

COMO É A BARBA OLD DUTCH?

A barba old dutch também é conhecida como barba cheia e recebe esse nome porque tem um comprimento maior e com mais volume. Ela remete a um visual mais vintage, de décadas do começo do século XX, principalmente.

Nos dias de hoje, voltou a ser muito utilizada por adeptos de um visual mais alternativo, mas, em verdade, já se popularizou a tal ponto que homens de diversos estilos a procuram.

As principais características dessa barba incluem:

Ligação total entre bigode, cavanhaque e costeleta;

Bigode maior e mais modelado;

Fios maiores e mais cheios, inclusive na área do pescoço;

Desenho levemente arredondado, com a região do queixo sendo um pouco mais oval e

Pelos que chegam até mais da metade da bochecha.

  • BARBA BALBO

Falando em barbas que não possuem continuidade completa, a barba Balbo é um estilo de barba caracterizada por pelos na região do queixo e pescoço sem que se toque a região das costeletas. Com isso, essa parte dos pelos para a cerca de 3 ou 4 dedos de onde começa a costeleta.

Além disso, esse estilo de barba também conta com um bigode que não deve ser unido à parte do cavanhaque em si. O queixo, por sua vez, deve conter apenas uma pequena porção de pelos na região da sua dobra e geralmente em formato retangular. Esse estilo é bastante específico, mas, no geral, seu visual é bem bonito e combina com diferentes tipo de rosto.

 

  • BARBA ZAPPA

Já a barba zappa é inspirada no músico Frank Vincent Zappa que possuía um estilo bastante característico. Para ter essa barba, basicamente é preciso ter um bigode bem cheio que chegue até a altura da boca seguido de uma espécie de quadrado de barba bem na região da dobra do queixo.

Esse é um estilo bastante característico, mas é igualmente datado porque remete aos anos 70 e 80. Além disso, não é uma versão tão popular quanto outras possibilidades e por isso é preciso ter a certeza de que o estilo combina com você para que o visual seja realmente harmonioso e agradável.

 

  • CAVANHAQUE

O cavanhaque também é um dos estilos de barba e ele é composto, basicamente, por uma ligação entre o bigode, que pode ser mais grosso ou mais fino e mais ralo ou mais cheio, e os pelos na região do queixo.

Homens com rostos quadrados podem apostar em um cavanhaque de linhas finas, garantindo maior modelagem do rosto e garantindo destaque das regiões angulosas com mais sucesso. Apesar disso, a versão mais fina está em relativo desuso já que foi moda nos anos 90.

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

BAÚ DE MEMÓRIAS

Acho que, assim como aconteceu comigo, deve ter acontecido  com muitos fotógrafos, profissionais ou amadores, …

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS?

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS? Hoje vamos de dicas pra galera …

PORQUE OS GAMERS SE ODEIAM TANTO?

PORQUE OS GAMERS SE ODEIAM TANTO? Todos os dias me pergunto como algo que foi …

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *