Home / - / – Eu vejo testas tatuadas. – Com que frequência? – O tempo inteiro.

– Eu vejo testas tatuadas. – Com que frequência? – O tempo inteiro.

Pensando em toda a repercussão do caso do garoto que teve a sua testa tatuada por ser suspeito de furto de uma bicicleta, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, onde opiniões foram expostas nas mídias sociais, travando uma verdadeira guerra virtual para saber quem estava certo ou errado, comecei a andar por aí não mais olhando nos olhos das pessoas, mas, sim, na testa. 

É parceiro, as “tatuagens” são mais aparentes do que imaginamos!

Você está cuidando muito bem da sua?

É maquiagem ou a franja a cobre? Não por inteira, pois enxergo o tempo inteiro.

“Vi a reportagem do ladrão de merda”…na minha TV com canais desbloqueados clandestinamente pelo aparelhinho decodificador paraguaio;
“Não roubo a terra do vizinho, a pego emprestada”;
“Esse programa é uma destruição da moralidade. Desliga a TV amor?” Pede ele a sua amante;
“Troco errado? Ninguém mandou ser desatento”;
“O meu patrão não dará conta de um produto a menos levado no meu bolso”;
“Um balãozinho na Carteira de Trabalho do pião e ele nem dará conta”;
“Mas Eduardo, esses são os menores problemas e blablabla mimimi zzzzzzZzzZZZzz

Será mesmo? Me apresente então a tabela comparativa para escolher qual nível me enquadro, ou melhor, nos enquadramos!

Menos julgamento, mais ajuda!

Vamos acordar tentando ser cada dia melhor. Aponte o dedo para você e não para alguém, quem sabe a tinta da nossa tatuagem cravada na testa não escorra e vá embora pelo ralo juntamente com a demagogia e hipocrisia.  

 

 

 

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O que te faz falta?

Acho que se  alguém te perguntar “o que te faz falta?”, sua resposta poderia ser …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *