Home / - / Como se Tornar o Pior Aluno da Escola.

Como se Tornar o Pior Aluno da Escola.

Fala galera! Antes de falar qualquer coisa desse filme, que sinceramente, superou qualquer expectativa (principalmente  pelas gargalhadas da galera na plateia #fikdica), quero agradecer o convite do Maxi Shopping e do Moviecom pela atenção e suporte na coletiva de imprensa e na hora da exibição do  filme – com direito a pipoca e refrigerante !

Na coletiva para jornalistas e blogueiros, Danilo Gentili e Fabrício Bittar falaram sobre o filme  “Como se Tornar o Pior Aluno da Escola” que tem direção do próprio Fabrico Bittar e roteiro e produção de Danilo Gentili,  que também atuou no filme, claro.
Danilo contou um pouco sobre o inicio de tudo, quando apenas tinha escrito o livro sem pretensão para filme, com a ideia de fazer um longa, começaram então a escrever o roteiro e já pensar em elenco e produção, o processo foi feito com várias ideias no roteiro que reproduzindo exatamente que Danilo falou:

” – Só não conseguimos colocar um cavalo no meio da festa, o resto, o que tiveram de ideias, entrou.”


Falando em elenco, olha quem vem forte nessa produção: de cara já temos Carlos Villagrán, o nosso querido Quico, seu personagem é o ” Diretor Ademar”. Uma curiosidade sobre ele é que no backstage ele era o que tinha mais energia e animação, mesmo em cenas que não participava, Carlos fazia o personagem Quico para animar as crianças que estavam no local.
Dai pra frente vem, Moacir Franco com um personagem genial  e que em toda cena que aparecia arrancava gargalhada da platéia. Porchat, Rogerio Skylab, Raul Gazola, Joana Fomm e os atores mirins Bruno Munhoz e Daniel Pimentel completam o elenco fera deste filme.


Uma dica legal também é prestar atenção nos easter eggs. Tem vários no filme, fique ligado.


Bruno Munhoz chegou de surpresa na coletiva e  nos deu o prazer de ver antes do filme, o carinho que  Bittar e Gentilli tem com o ator, algo legal de se ver antes de ver toda a zoeira que existe no filme, lembrando que todos estão na sua primeira empreitada em um longa metragem.

Bom, vamos ao filme, particularmente a expectativa foi igual a de qualquer outra comedia nacional que já assisti. Mas com muita felicidade me surpreendi. Com uma trilha sonora maravilhosa que me lembrou muito o sondtrack do jogo ” tony hawk 1 e 2″,  que quem jogou vai entender do que eu estou falando. As transições de cena também são demais, pra não falar uma palavrão, haha.
O roteiro ficou muito interessante com muitas referências americanizadas que, Danilo contou na coletiva, tinham sim inspirações nos filmes antigos de comédia.
Fotografia e coloração ficaram impecáveis na minha humilde opinião. Juntando tudo isso, trilha sonora, fotografia, coloração e transições,  o andamento do filme ficou muito solto e divertido contando até com um momento de interação dos atores com o público. Eu dou nota 10 para o filme e indico com certeza!

Sinceramente quero voltar na estreia,  dia 12 de outubro, pra ver de novo. Quem for e não tiver problema com bullying e uma zoeira sem limites, vai se divertir do começo ao fim.

Dá uma olhada nesse Trailer e já veja o que te espera.

Deixo aqui as palavras do diretor Fabrício Bittar:

” Conhecemos o dia 12 de outubro como o Dia das Crianças, mas esse ano declaramos que começara a ser o Dia da Zuera”

Valeu galera, espero vocês no próximo post!

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O que te faz falta?

Acho que se  alguém te perguntar “o que te faz falta?”, sua resposta poderia ser …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *