Home / - / Amizade não tem preço

Amizade não tem preço

Pode parecer clichê, mas a vida é feita de um constante vai e vêm de amizades. A distância, na maioria das vezes, parece ser o maior motivo e por experiência , já passei por N motivos!

Lembro todos os dias de um amigo, ou melhor, de um brother mesmo, com um pouco menos de 5 quilos e muita personalidade. Ele chegou em casa com poucos meses de vida, tinha receio de atravessar o corredor e em pouco tempo se tornou membro da família. Não se alimentava da nossa comida, não usava o nosso banheiro, dormia na mesma cama, dividia espaço no sofá, andava de carro, amava correr e nunca nos traiu. Falo do Joey, o Yorkshire que viveu intensamente conosco por aproximadamente 14 anos e rodeado de gente que o amava.

Infelizmente, a idade chegou para o Joey. Fizemos de tudo e mais um pouco, porém à natureza, como sempre, fez o seu papel. Foi triste, muito triste. O apartamento parecia estar vazio e silencioso. Ainda pulávamos ao andar no escuro e até assoviar ao chegar nós fizemos por algum tempo.

Como toda mudança, viver sem ele foi muito difícil. Meio que um vazio a ser preenchido. “Outro cachorro? Jamais!”, respondia quando questionado. O tempo passou, um pouco mais de dois anos, e esse vazio foi preenchido com a chegada de um outro cão, ou melhor, uma cadela de aproximadamente 30 quilos, 11 anos de idade, muita eufórica e carinhosa.

Ela não mora na minha casa. Mora com a sua mãe (a minha namorada) e uma distância de 64 km nos separa. No começo de tudo, como uma nova amizade, ela desconfiava um pouco da minha presença. Olhava, cheirava e me seguia pela casa e hoje, somos verdadeiros amigos.  Acho que mais pra uma relação entre pai e filha.

Aproximadamente 1 ano e meio e já temos tantas histórias para contar, tantas boas situações e momentos que as vezes eu penso “os dois se dariam muito bem juntos”. Acho que um completaria o outro. O pequeno e a grandona. Seria uma baita dupla!

Porém, a Gaya não está bem! Não quero me aprofundar muito nesse assunto até por questão de privacidade, mas a sua saúde está bem debilitada. Esforços e amor não faltam e não faltarão para que ela ainda viva da melhor maneira possível, como vem vivido há um pouco mais de uma década. Pensando nisso, exatamente nesse fator “amor” é que decidi escrever esse texto.

A mensagem é curta: Ame o seu cão!

Sem mais.

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O que te faz falta?

Acho que se  alguém te perguntar “o que te faz falta?”, sua resposta poderia ser …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *