Home / - / A iniciação esportiva nas crianças: um desafio entre a formação do individuo ou do craque

A iniciação esportiva nas crianças: um desafio entre a formação do individuo ou do craque

Você já deve ter visto ou ouvido algo sobre iniciação esportiva para crianças, seja através uma escolinha de futebol ou numa atividade esportiva oferecida no clube em que é sócio, não é mesmo?

Mas você tem consciência que nem todas são capacitadas ou oferecem a você ou ao seu filho(a) algo realmente de qualidade? Então, fique atento!

Quero aqui passar algumas orientações sobre o assunto. Vou me focar nas crianças e adolescentes, que buscam o esporte como um lazer, uma atividade prazerosa e, até mesmo, como um sonho de se tornar um atleta de alta performance.

Independente da modalidade esportiva escolhida, é muito importante conhecer a estrutura e os profissionais que serão os professores dessa criança.

As crianças devem ter experiências com muitas modalidades esportivas

Variando de modalidade a modalidade, a iniciação pode se dar logo nos primeiros anos da infância. Por isso, estar bem próximo e acompanhando cada passo se faz necessário. Antes mesmo de visar a criação de um atleta, deve-se priorizar a formação do ser humano, ensinando noções de disciplina, respeito e senso de coletividade. E que todos esses conceitos sejam trabalhados com o prazer da prática esportiva.

Alguns pais  acabam projetando em seus filhos suas frustrações passadas com o esporte, o que, muitas vezes, gera um exagerado senso de cobrança de performance. Essa é uma armadilha perigosa e desmotivante com as crianças! Jamais devemos obrigá-las a lidar com a pressão por resultados de forma muito precoce.

Aliás, ao longo da minha vida esportiva, testemunhei muitos desses casos que, inclusive, fizeram com que bons talentos desistissem pelo caminho.

Acho que meu exemplo de iniciação foi positivo.

Minha primeira experiência competitiva no esporte foi aos 11 anos, no futebol de salão

Meus primeiros contatos com o esporte, assim como muitos da minha geração, foi no futebol de rua. Lembro-me que usávamos chinelos como traves e as “peladas” na rua eram disputadas com os pés descalços. Sim, descalços! O que me causou várias feridas nas pontas dos dedos.

Já na idade escolar, tive o privilégio de usufruir de uma estrutura  maravilhosa no SESI 409, em Jundiaí.

Lá fui apresentado a várias modalidades. Essa experiência contribuiu essencialmente na minha formação como atleta de alta performance, fazendo-me desenvolver habilidades múltiplas. Afinal, pratiquei o atletismo, a natação, a ginástica de solo, o handebol, o basquete e o futebol de salão. Essa, certamente, foi uma rica colaboração para  a minha vida esportiva.

Se você imagina que seu filho(a) poderá ser um(a) atleta de futebol, por exemplo, gere a oportunidade de conhecer o vôlei ou a natação, por exemplo.. Essas modalidades lhe desenvolverão muitas habilidades ou poderão contribuir para a descoberta de outras aptidões esportivas.

Quando for inscrevê-lo(a) numa escolinha de esportes, procure conhecer bem a estrutura. Veja se é adequada e segura. Verifique se os professores são capacitados e se tem uma metodologia. Existem por aí muitas escolinhas, mas nem todas tem qualidade.

E lembre-se: ser um esportista hoje, não lhe garantirá ser um craque amanhã. Contudo, é garantido que terá um bom desenvolvimento físico, comportamental e até mesmo intelectual, com alguma excelência na formação humana.

As escolinhas de futebol devem desenvolver inúmeras habilidades na criança, não só visar a alta performance

Apenas tome cuidado com as escolinhas  que só se preocupam em “vender” a idéia da formação de craques.

Existem  habilidades, cientificamente comprovadas, que podem ser aprimoradas com treinamentos, mas nada substitui o talento nato do ser humano. Há limites para cada indivíduo.

Então, não crie falsas expectativas!  Curta e deixe seu filho – ou filha -praticar suas habilidades de forma prazerosa.

Afinal, o esporte é maravilhoso!

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS?

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS? Hoje vamos de dicas pra galera …

2 comentários

  1. Avatar

    Ótimo texto. Orientações fundamentais a pais e jovens atletas. Parabéns.

    • Avatar

      Obrigado, Carlos! É sempre bom orientar país e responsáveis sobre o tema. A iniciação no esporte pra mim, é tão importante quanto a iniciação escolar. Então, escolher o melhor local e profissionais capacitados passa a ser fundamental. Obrigado por interagir e um grande abraço!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *