Home / - / No futebol elas também dominam

No futebol elas também dominam

Elas estão muito melhores que muito marmanjo! Tanto na prática como no conhecimento, as mulheres estão batendo um bolão.
Foi-se o tempo em que se dizia que futebol não era coisa pra mulher. Há alguns anos, as mulheres conquistaram seu espaço e vêm fazendo bonito. Seja em campo, na imprensa ou na torcida, elas vêm mostrando que são melhores que muito homem “entendedor” do assunto. Dentro dos gramados, mostram-se muito eficientes. Nossa seleção, por exemplo, já tem conquistado resultados expressivos, com Marta – ganhadora de prêmios da Fifa, inclusive a Bola de Ouro em 2010 – comandando um time de boas atletas. Recentemente foi criada uma seleção permanente pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e Vadão, técnico vitorioso do futebol masculino, assumiu o comando técnico das nossas meninas. Além disso,  temos um campeonato brasileiro da modalidade, apesar de pouco apoiado, é uma realidade.

Na Seleção Brasileira, Marta e cia se destacam pela qualidade e alegria

Falta sim um apoio maior para os clubes, é verdade. Mas já existe inclusive uma lei de incentivo oficial para que os clubes brasileiros criem suas equipes femininas. Já é um primeiro passo para a melhora.

Espalhadas pelo Brasil já existem muitas praticantes, seja com o objetivo de praticar um esporte ou mesmo de se tornar uma atleta de alto nível.

Na imprensa, grandes veículos de comunicação tem em seu quadro de jornalistas, enormes conhecedoras do assunto. Já falam com total conhecimento e capacidade analítica sobre o que rola pelos gramados mundo afora.

Analisam futebol com maestria. Aliás, conheço duas profissionais que vou citar:  Helô Campanholo e Ana Carla Portella, ambas jornalistas e produtoras em excelência.

Helô Campanholo e mais um prêmio recebido, o da ACEESP, em 2017

A primeira, produtora de TV experiente, que produziu grandes programas esportivos em canais como Gazeta, Record, Band e , atualmente, é gerente de produção do canal Fox Sports no Brasil. Sua visão e genialidade, desenvolvidos através dessas últimas décadas, a fizeram conquistar reconhecimento, prêmios e sua enorme credibilidade no meio esportivo.  Recordo-me que conheci Helô quando eu ainda jogava no São Paulo F.C. e, desde aquela época,qualquer atleta, treinador, dirigente ou jornalista já nutria enorme respeito por essa profissional, um exemplo da mulher que desbravou um campo dominado por homens.

Ana Carla apresentando o Esporte+, da TV + ABC, comentários certeiros na telinha

 

Ana Carla Portella é produtora de TV, apresentadora e assessora de imprensa com respeitável conhecimento no meio esportivo. Fomos apresentados há cerca de cinco anos e a sintonia foi imediata. Pouco tempo depois, ao lançar o meu projeto independente de TV, o Programa Resenha (TV Rede Paulista Jundiaí e Net Cidade São Paulo, Campinas e ABC), recebeu – e aceitou – o meu convite para produzí-lo. Dois anos mais tarde e estávamos juntos novamente no Esporte Mais, da TV + ABC, onde ainda foi para a frente das câmeras . Tem um talento nato para o jornalismo esportivo e se destaca pelos comentários certeiros pela tamanha visão sobre os detalhes do futebol e seus bastidores.

Ah! E as mulheres torcedoras? O que seria do futebol sem elas? Estejam num estádio, na frente de uma tv ou numa roda de bate-papo, elas dominam o assunto! Já entrevistei – e me admirei – com muitas delas e suas opiniões fortes. Sabem do que falam!

E você aí, machão, que ainda acha que elas só notam as pernas dos jogadores, saiba que você está completamente por fora!. Elas falam muito bem sobre desempenho dos times e – pasmem! -discutem sobre sistemas táticos, coisa que talvez nem você enxergue!

Mas independente disso tudo, o que vale mesmo é que o futebol abriu sim as portas para as mulheres.

E que sejam bem vindas! Que tragam muito beleza e inteligência para o esporte número um do país!

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS?

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS? Hoje vamos de dicas pra galera …

2 comentários

  1. Avatar

    Parabéns, Marcos.
    Acabei de compartilhar o seu artigo nas minhas redes sociais. Escreveu com genialidade nossa realidade perante o futebol e o jornalismo esportivo como um todo. Sofremos diariamente preconceitos vindo de colegas e até mesmo de torcedores e jogadores. É um tabu que precisamos quebrar diariamente e quando ganhamos apoio de colegas como você, isso só nos enche de força. Se aí para o Sudeste a realidade ainda é essa, você imagina aqui para o Norte do país ondem mandam a gente ficar em casa porque não tem futebol aqui. É sempre uma luta, mas seguimos firmes.
    Valeu mesmo, belíssimo texto e belíssimos exemplos de mulheres.

  2. Avatar

    Obrigado, Larissa! Entendo que essa discriminação é descabida e sem sentido mesmo. Como citei no texto, existem grandes exemplos aí pra quem ainda tem dúvida da capacidade feminina nesse universo maravilhoso chamado futebol. Persista na sua luta e tenho certeza que ela será vitoriosa. Conto sempre com sua leitura e, mais uma vez, obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *