Home / - / Os músicos estão pistolas com os serviços de streaming

Os músicos estão pistolas com os serviços de streaming

Comprar CD está cada dia mais difícil hoje em dia, a não ser que você seja um colecionador e faça questão de ter o material físico, como também o LP e ou K7. Os serviços e plataformas de streaming dominaram o setor e escutar música pela internet é a maneira mais popular e fácil de se fazer.

Quem viveu a transição de tudo isso, mais precisamente no começo dos anos 2000 sabe das tretas entre gravadoras e bandas com programas de downloads, como o Napster.

A Treta

O Napster foi criado pelo estudante Shawn Fanning, em 1999 com o intuito de distribuir musicas gratuitamente aos seus amigos da faculdade.  O programa cresceu e só para se ter uma ideia, chegou a ter 50 milhões de usuários em todo o mundo. A base do Napster era muito simples: você subia o material sonoro de uma banda que era compartilhado pelos usuários. Lindo, não? Não foi o que o grande e poderoso Metallica achou! A treta começou e o Napster perdeu judicialmente todos os processos.

Bom, O Napster fechou em abril de 2000, porém voltou com plataforma stream regularizada! Mas “baixar” um MP3 não é tão viável nos dias de hoje. O serviço de streaming é o que há! Quer dois grandes exemplos? O Spotify e a Apple Music.

Só para se ter uma ideia, o Spotify tem mais de 30 milhões de músicas disponíveis em seu catálogo e sua assinatura mensal é no valor de R$14,90. Surreal de bom!

Porém, a indignação de músicos e artistas crescem em todo o mundo! O guitarrista  Peter Frampton twittou recentemente que o strreaming é um meio injusto, alegando ter recebido apenas US$ 1,7 mil (cerca de R$ 6,3 mil) por 55 milhões de streams da música “Baby I Love Your Way”, ou seja, cada dólar correspondendo a pouco mais de 32 mil reproduções.

Internet, a balança que não parece ser tão justa!

 

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS?

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS? Hoje vamos de dicas pra galera …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *