Home / - / Momo, a Lenda Urbana que pode matar

Momo, a Lenda Urbana que pode matar

O medo ligado a curiosidade é algo que não controlamos. Aquela vontade de saber sobre o desconhecido, mesmo com uma certa pitada de periculosidade é do ser humano, mas pessoas má intencionadas vêm aproveitando esse sentimento para por em risco a vida de crianças e adolescentes, é o jogo da “Boneca Momo”, a mais nova lenda urbana brasileira.

Para começar é preciso saber o que são as Lendas Urbanas:

São histórias e fábulas sensacionalistas que possuem o caráter de chocar e prejudicar. Algumas são antigas, mas atualizadas com o passar do tempo. O que era repassado no boca a boca ou até mesmo em mídias de apelo popular, como jornais, revistas e programas de televisão, hoje está fortemente na internet. E é aí que mora o maior perigo: o celular.

Com 34 anos de idade, vivi e vivencie muita coisa. Sou da época de lendas urbanas em colégios, como é o caso da “Loira do Banheiro” ou “Mulher Algodão”. Em minha escola, a lenda foi espalhada como uma estudante que suicidou-se no banheiro e sua alma permanecia presa no local. “Aparecia” pálida, com longos cabelos loiros, vestido branco e algodões no nariz e ouvidos. As crianças se desesperavam para usar os locais e até mesmo um comunicado geral foi transmitido aos pais. Lembro do caso de uma amiga que fazia as suas necessidades fisiológicas na roupa de medo de passar pela porta do banheiro feminino.

A lenda urbana dos “Palhaços da Kombi” se espalhou pouco tempo depois pelo estado de São Paulo. Na época, um programa televisivo sensacionalista divulgou a informação dizendo que palhaços estavam numa Kombi procurando crianças para o tráfico de órgãos internacional. Era uma verdadeira luta para ver quem sentaria na porta da condução escolar e nós falávamos disso o dia todo. Era medonho e ao mesmo tempo fascinante. Eu queria saber como os tais palhaços eram e aquele sentimento chegava a ser prazeroso.

Outras lendas urbanas espalhavam-se fortemente por todo o pais, como a adaga escondida dentro do peito do boneco infantil “Fofão” e o disco da apresentadora Xuxa que se posto para rodar ao contrário, uma mensagem satânica seria reproduzida.

As décadas passaram e claro, os tempos mudaram…para pior! As lendas urbanas estão associadas a jogos que colocam crianças e jovens em risco de morte. Pessoas utilizam personagens fictícios para colher informações confidenciais e alguns aproveitam esse contato para “jogar”! Começamos com um jogo chamado “Baleia Azul” no qual crianças eram expostas a desafios de autoflageração e suicídio. Dizem que a lenda urbana começou na Rússia e foi rapidamente divulgada nos continentes, chegando ao Brasil.

A Lenda Urbana da vez é o jogo da ‘Boneca Momo”. Mas o que é?

Primeiramente, é preciso conhecer a imagem que se tornou viral. Trata-se de uma escultura chamada “Mulher Pássaro”, inspirada em uma lenda japonesa de uma mãe que teve o seu falecimento durante o parto, adquirindo poderes de se transformar em seres para sempre vigiar o seu filho ou cria. Ela faz parte do acervo do “Museu Vanilla Gallery”, em Tóquio, Japão.

O grau de periculosidade desse lenda urbana é tanto que a polícia já investiga a morte de algumas crianças por suicídio, como é o caso da cidade de Várzea Paulista, interior de São Paulo. Se na época da “Loira do Banheiro” a criança corajosa era a que enfrentava o seu medo utilizando o banheiro “amaldiçoado”, a de agora aceita o desafio de conversar e jogar com a Momo (nome dado popularmente a escultura) por meio do WhatsApp. Para ficar mais prático e fácil de entender, o criminoso por algum motivo e/ou prazer adiciona o número telefônico da criança ou tem o seu número adicionado (que foi espalhado pela internet ou escola) e propõe desafios, como o do sufocamento. “Até onde você aguentaria se sufocar? Ficar sem ar com uma corda enrolada em seu pescoço?” Pergunta “Momo”.

O Youtube está empestado de vídeos da Momo com supostas conversas e trotes em busca de audiência. As crianças são curiosas e não têm a noção do grau de risco que sofrem, apenas aceitam. Para elas, é importante a aprovação de algo, como no caso, o desafio.

Pais e mães, cuidado com o que seus filhos assistem na Internet, o inimigo fictício, aquele que chega até a ser bobo, hoje é real e pode matar. É a “Boneca Momo”!

 

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O que te faz falta?

Acho que se  alguém te perguntar “o que te faz falta?”, sua resposta poderia ser …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *