Home / - / O intercâmbio educacional através do futebol

O intercâmbio educacional através do futebol

O esporte é uma importante ferramenta para a educação e é uma pena que no Brasil não seja bem utilizada. Nos Estados Unidos, uma das maiores potências do mundo, a grande formação de atletas está nas escolas e nas universidades, e o intercâmbio com outros países oferece uma grande oportunidade a muitos jovens.

Tenho insistido nesse tema. Vejo o tamanho das possibilidades e de oportunidades de desenvolvimento de nossos jovens cidadãos se uma politica pública de esporte fosse aplicada adequadamente em nosso país.

Somos o “país do futebol”  e pouco nos utilizamos dele para acrescentar algo educacional e, até por isso, crescem no país os projetos de intercâmbio para universidades norte-americanas através do esporte, principalmente o futebol.

O nosso talento com as bolas nos pés, agregado a boas notas escolares, abre o caminho para que muitos de nossos jovens consigam bolsas de estudos em colégios e universidades americanas, unindo o sonho de ser um jogador de futebol a uma educação em excelência, o que, convenhamos, é uma excelente receita.

Além dessa oportunidade educacional, podemos fazer uma análise pela visão esportiva também. O futebol, ou o “soccer”, como é chamado na terra do Tio Sam, cresce em prática e investimento a cada ano por lá.  Entre as crianças e adolescentes de 5 a 14 anos, já é o esporte mais praticado, já desbancando o Futebol Americano e o Basquete,esportes ícones dos americanos até então.

Falando em competições de alta performance, a MLS (Major League Soccer) tem média de público maior que a do Brasileirão em seus estádios e tem investido na contratação de atletas de alto nível, como o sueco Zlata Ibrahimovic, 37 anos, ex-craque de Barcelona, Milan e PSG, que hoje atua pelo Los Angeles Galaxy.

Sem falar que são 4 divisões competitivas que se dividem em inúmeras ligas pelo país. O futebol universitário norte-americano oferece estrutura esportiva invejosa, se compararmos as que temos em terras tupiniquins e, ainda, é o grande abastecedor das equipes profissionais, assim como ocorre com o basquete e outros grandes esportes nos Estados Unidos.

Enxergando essa grande oportunidade, muitos projetos surgem no Brasil para proporcionar a chance de muitos de nossos garotos terem essa experiência, estudando e jogando no futebol norte-americano.

E já é grande – e crescente- o número de brasileiros atuando em gramados americanos, tanto no futebol universitário como nas ligas profissionais.

Essas empresas especializadas se espalham pelo país, muitas delas com ótima estrutura esportiva e de aprimoramento da língua inglesa, pontos fundamentais para o intercâmbio ser realizado com sucesso. Obviamente, cada uma tem seu custo para treinar, desenvolver, assessorar e apresentar o aluno às universidades ou colégios norte-americanos. Muitas delas ainda fazem todo o acompanhamento desde a viagem até a chegada nos Estados Unidos.

É bom ressaltar que, para a efetiva chance de uma bolsa num colégio ou universidade americana, o candidato-aluno deve preencher alguns requisitos importantes. Primeiramente, lógico, ter um talento para a prática do futebol. Agregam-se a ele as boas notas escolares já adquiridas na sua formação aqui no Brasil (em média são analisadas as notas dos últimos 3 anos) e uma boa capacidade – e domínio – da língua inglesa. Esse fatores, juntos, determinam o sucesso e a seleção de que instituição educacional  poderá lhe aceitar como aluno. Vale destacar que as bolsas variam nos seus percentuais de desconto, que podem até chegar a 100%, dependendo das regras de avaliação da instituição americana.

Portanto fica a dica: se você identificou nessa minha coluna uma boa oportunidade de formação acadêmica para seu filho(a), pesquise sobre os projetos existentes. Conheça, visite e obtenha mais informações sobre o assunto. Talvez seja aquela tão esperada chance de investir numa grande formação para ele(a) !

 

 

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS?

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS? Hoje vamos de dicas pra galera …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *