Home / - / TODO CARA DEVERIA TOCAR UM INSTRUMENTO MUSICAL

TODO CARA DEVERIA TOCAR UM INSTRUMENTO MUSICAL

A ciência já comprovou os benefícios emocionais, psíquicos e fisiológicos que a prática de instrumentos musicais pode proporcionar, mas eu diria que é ainda mais do que isso! A música por si só já é uma ferramenta de conexão com o próximo, e fazer música leva essa interação a outro nível.

Saber tocar um instrumento, mesmo como hobby, permite que qualquer cara possa ter uma banda, e nem precisa ser nada incrível. A simples reunião de amigos fazendo música já trás prazer e ainda trabalha a capacidade de memória e coordenação. E se a ideia é tocar sozinho sem problema, pois também é comprovado que tocar instrumentos nos deixa mais felizes.

A prática de instrumento ajuda ainda a reduzir ansiedade, depressão e na recuperação de doenças neurológica. Tudo isso sem falar na produção! Um estudo de 2014 mostrou que a prática musical desenvolve e fortalece nossa função executiva, responsável por tarefas críticas do dia a dia, como tomar decisões e controlar o comportamento entre outras.

Não sabe por onde começar?

Comece conhecendo os instrumentos mais tradicionais e descubra com qual deles tem mais afinidade. É difícil dizer que um é mais fácil de tocar do que outro, pois isso costuma variar de pessoa para pessoa. Claro que buscar um professor de música é a melhor opção após a escolha do instrumento, mas também é perfeitamente possível desenvolver a prática sozinho. O fundamental é ter disposição e dedicação!

Não tem paciência nem vontade de tocar?

A minha dica nesse caso é: Aprenda uma única música no violão!

Sim, uma única música! O violão é o mais popular dos instrumentos, e com 3 ou 4 acordes simples já é possível tocá-lo sem fazer feio. Um dia um violão vai cair na sua mão e essa música vai fazer diferença!

Sobre Clube dos Caras

Clube dos Caras

Veja Também

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS?

O FRIO CHEGOU, O QUE USAREMOS? O QUE FAREMOS? Hoje vamos de dicas pra galera …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *