Empreendedorismo

Empreender é começar

São 7 horas da manhã. Toca o despertador.

Um “tap” em ignorar. Ainda tem sete sonecas programadas.

Vira pra um lado, vira pro outro. Cara no travesseiro.

Última chamada! Levanta! Corre! Já tá atrasado! Daqui a pouco tem reunião.

Só 7 minutos pra se aprontar.

Toma banho. Escova os dentes. Coloca o jeans. Põe a polo. Tira a polo, escolhe a camisa favorita. Coloca o sapato. Fecha o ziper. Aperta o cinto. Arruma o cabelo.

E agora, que perfume é bom pra fechar contrato: 212 VIP ou 1 Million? Cara, que horas são?! Bora, vai sem café mesmo. Fecha a janela. Comida pro cachorro, tranca a porta. Corre até o carro……… Putz, esqueci a máscara.

Mais um dia comum na vida de um empreendedor. Quem começa nessa vida acha que vai trabalhar 7 horas por dia, aí faz hora dobrada na terça, triplicada na quarta e assim vai somando a matématica sete dias por semana. O trabalho se torna um estado de espírito, toda hora e todo lugar sua mente está pensando em um projeto, tendo uma nova ideia, sofrendo de ansiedade por um contrato e por aí vai.

Eu escolhi essa vida há 7 anos quando montei a minha empresa. Todo esse tempo, nunca foi fácil, na verdade só vai piorando. São barreiras cada vez mais altas, burocracias, impostos, gestão comercial, gestão de pessoas, gestão de processos internos, gestão de gestão. Haja café! Mas, pra quem tem o desejo de empreender eu falo sinceramente: pula, a água ta fervendo!

O cara que já é empreendedor sabe do que eu estou falando. Você mata um leão por dia e ainda tem que desviar das antas no caminho. A estrada é longa e o destino é sempre incerto. Mas, pra quem tem sede de sucesso, não há deserto que mate um empresário ambicioso.

Por isso, o cara que está pensando em empreender tem reflexões importantes a fazer. A primeira dela é saber se ele, como funcionário, tem atitude de dono. O cara que trabalha apenas como funcionário e não com responsabilidade de dono, já não vai durar 6 meses na selva do empreendedorismo. É isso mesmo! A essência do empreendedor começa dentro dele, antes de qualquer coisa, e não depois do CNPJ/MEI.

Outra reflexão importante para quem quer ser empreendedor é PROPÓSITO. O cara quer empreender porque está na moda? Legal, vamos apresentar um novidade chamada de Paletas Mexicanas. Pois é, então, quem conta? Ou será que o cara quer empreender porque ele não quer mais ter chefe? Ih amigão, vou te contar um segredo, quando você é dono, T-O-D-O-S os seus clientes viram seu chefe. Deu ruim né?!

Portanto, mais importante que tudo, é você saber o propósito do seu empreendedorismo. O motivo por trás do desejo. Aquela faísca que sai lá de dentro e tira o teu sono a noite. Esse é o seu propósito.

E cara, vou te falar, se você não tiver um propósito pra começar uma empresa nova, fica tranquilo. Tenho muitos amigos que são executivos de grandes empresas, com cargos tops, ganhando mais do que muitos empresários. E tá tudo bem! Eles são empreendedores também nas suas funções e passam pelas mesmas dificuldades, mesmos desafios, sofrem com o mesmo nível de responsabildiade.

São escolhas.

Mas, afinal e as outras reflexões? Bom, cara, essas vão ficar para o próximo capítulo, pois a partir de hoje eu vou compartilhar com vocês muitos assuntos sobre gestão e empreendedorismo, trazendo experiências próprias, dicas, visões de empresários e executivos do mercado e muita coisa legal para quem curte este universo.

Então cara, se você gostou deste texto, seja brother e compartilha com a galera.

Aproveita pra seguir as redes sociais do Clube dos Caras e fique por dentro dos próximos capítulos.

Cheers.

Os conteúdos dos artigos publicados são de inteira responsabilidade do(s) autor(es), não refletindo, necessariamente, a opinião do corpo ou do conselho editorial do blog.
Glauco Infanti

Glauco Infanti

Sócio proprietário da agência Madison, workaholic entusiasta do empreendedorismo e da gestão moderna, apaixonado por filmes, obcecado por viagens e fanático por esportes.